Tag: mar

POEMA II/ NOTURNOS

O ventilador do teto
é o esquema de uma ave presa
no sem-teto do céu baixo.
Dentro, sempre, do mesmo circuito
curto, onde apenas a velocidade se altera
e a direção do giro de sua viagem previsível.
Flechada no cimento, vive e morre
a aventura rotineira do dia a dia
do vento preestabelecido, ou não.
O ruído das pás, do passar de suas asas
sem penas (só parará com uma pane)
se entretém, se entretece
com a respiração do sono, pausada
sob o calor ligado do verão:
puxo o mar dos pés para me cobrir.

Armando Freitas Filho/ Dever/ 2013

MINAS

Se eu encostasse
meu ouvido
no seu peito
ouviria o tumulto
do mar
o alarido estridente
dos banhistas
cegos de sol
o baque
das ondas
quando despencam
na praia

Vem
escuta
no meu peito
o silêncio
elementar
dos metais

Ana Martins Marques/ O livro das semelhanças/ 2015

FIM DE FESTA

fim de festa foto 2

A reboque de um carro desbotado,
asfixiado pelo congestionamento,
o barco nada lembra do mar
do sol
nem das gaivotas.

Naufraga.

Edival Perrini/www.edivalperrini.com.br/2016

para Gabo

para Gabo

selvagens baleias
mergulham das nuvens,
me acendem, me excitam,
amparo de dúvidas

centauro marinho,
promessas de mar,
sereias, seus cantos
caminho das índias?

 selvagens baleias
habitam as nuvens,
se as vejo, se ouço
seus surdos vestígios

agarro a fumaça,
mergulho sonhante
em mares, entranhas,
gritantes silêncios

 

Crédito da imagem: www.cyberartes.com.br

Edival Perrini/ www.edivalperrini.com.br/ 2015

O RIO

Ouve o barulho do rio, meu filho,
deixa esse som te embalar.
As folhas que caem no rio, meu filho,
terminam nas águas do mar.

Quando amanhã por acaso faltar
uma alegria no seu coração
lembra do som dessas águas de lá
faz desse rio a sua oração.

Lembra meu filho, passou, passará
essa certeza a ciência nos dá
que vai chover quando o sol se cansar
para que flores não faltem,
para que flores não faltem jamais.

Seu Jorge/ Carlinhos Brown/ Arnaldo Antunes/ Marisa Monte/ Infinito particular/ 2005

Edival Perrini

Edival Antonio Lessnau Perrini nasceu em Curitiba-PR, em 23 de outubro de 1948, onde cresceu e reside. Saiba +

Arquivo

Newsletter

Cadastre-se e receba nosso boletim informativo:

Aceito receber emails